30/maio/2017

[Filme] Mulher-Maravilha: o filme de super-herói que precisávamos

mulher-maravilha-760x428

Na próxima quinta-feira (1) estreia nos cinemas o filme “Mulher-Maravilha”, dirigido por Patty Jenkins e estrelado pela linda Gal Gadot. Tive a oportunidade de assistir a pré-estreia realizada pelo Omelete no dia 24 de maio, aqui em São Paulo, e hoje vou trazer as minhas impressões sobre a produção. Acompanhem!

Sinopse

blog-Cinema-News-mulher-maravilha-2-1 (1)

“Te arrebento na porrada”

O filme conta a história de Diana (Gal Gadot), princesa das Amazonas que nasceu na ilha de Themyscira, um local escondido do mundo pelos deuses do Olimpo. Ela foi criada para ser uma exímia guerreira e ajudar a proteger a ilha do ataque de Ares, deus da Guerra.

Tudo ia bem em Themyscira até que o avião do espião inglês Steve Trevor (Chris Pine) cai no local. Atrás dele, vêm os soldados alemães — a história se passa na 1ª Guerra Mundial. Depois de preso e interrogado pelas Amazonas, Steve alega que precisa voltar a Londres para levar informações importantes, e Diana, que acredita que Ares esteja por trás dessa guerra, parte com ele para derrotar o deus.

Chris-Pine-In-Wonder-Woman-Wallpaper-0525922

Diana e Steve

Um marco para o cinema

Não li os quadrinhos e nem tenho muito conhecimento sobre os filmes da DC, então, minha opinião será de uma mulher que cresceu sem nunca ter visto uma super-heroína na tela dos cinemas. Muitos dizem que essa produção será um marco para a DC, que pela primeira vez fez um filme bom, mas eu digo mais: é um marco para o cinema.

Ver a personagem questionar várias ideias (como a de que uma mulher pode ter prazer sexual sem um homem), demonstrar sua coragem e lutar no front de batalha foi algo novo e muito emocionante. Aliás, as cenas de luta estão incríveis. Talvez o filme não seja tão feminista como muitos esperavam, mas eu acredito que esse não era o objetivo da diretora — e isso de forma alguma tira a qualidade da produção.

Se eu tivesse visto esse filme quando criança, a Mulher-Maravilha com certeza seria a personagem da minha vida. Fico pensando no impacto positivo que a obra pode trazer para as meninas e até mesmo para os meninos.

Preciso destacar também o trabalho maravilhoso feito pela Gal Gadot. O fato de ser uma atriz desconhecida pode ter contribuído para que não se criassem muitas expectativas sobre a personagem, mas desde “Batman vs Superman: A Origem da Justiça” ela conseguiu brilhar. Algumas curiosidades sobre a atriz: ela é israelense, foi Miss Israel em 2014 e serviu ao exército do país (lá as mulheres também prestam o serviço militar obrigatório).

No geral, os efeitos especiais estão ótimos e a fotografia do filme também é muito bonita. Já vi alguns filmes da DC e nessa parte técnica eles não deixam a desejar. Agora é esperar pra ver essa linda de novo no filme “Liga da Justiça”, que estreia em novembro desse ano.

Não posso encerrar o post sem fazer um momento “babação de ovo” ao Omelete, que fez um evento muito legal e ainda deu um pôster lindo de brinde. Curtam a página deles no Facebook, sempre rola sorteios para acompanhar as pré-estreias.

Fiquem com o trailer!

 

                
 

1 Comentário

  1. FABIOTV disse:

    Olá, tudo bem? Eu não costumo assistir aos filmes com super-heróis ou super-heroína…..Tenho que ver Real… Bjs, Fabio http://www.tvfabio.zip.net

Deixe o seu comentário!