09/maio/2017

Outros jeitos de usar a boca – Rupi Kaur

20170509_185423_Film1

“É preciso ter elegância para continuar sendo gentil em situações cruéis.” (Rupi Kaur)

Em tempos tão difíceis, onde estamos cercados de discursos de ódio e desanimados com várias questões, chega a ser um alívio conversar sobre poesia, mais especificamente sobre poesia feminista.

No post de hoje vou falar sobre o livro “Outros jeitos de usar a boca”, da escritora Rupi Kaur. Boa leitura!

Quem é Rupi Kaur

rupi kaur

Trecho retirado do livro:

“Rupi Kaur é uma escritora e artista que vive em Toronto, no Canadá. Aos 5 anos, ela começou a desenhar, um hobby que herdou de sua mãe. Imigrante da Índia, ela não conseguia falar em inglês com outras crianças da escola, o que a fez passar bastante tempo sozinha. Quando aprendeu o idioma, encontrou nos livros seus melhores amigos…”

O livro foi publicado em 2014, quando a jovem tinha apenas 21.

Sobre o livro

“Outros jeitos de usar a boca” (no original, milk and honey) é um livro de poesias dividido em 4 partes:

A dor

Nessa primeira parte, Rupi expõe sua raiva de homens abusivos, da sociedade que enxerga a mulher como objeto, da violência doméstica e do relacionamento ruim com o pai.

O amor

20170509_190040_Film1

Aqui a autora assume um tom mais suave, falando sobre vários tipos de amor: pela mãe, pelos homens e o mais importante: o amor-próprio. Algumas poesias são bem sensuais, inclusive, é dessa parte que foi extraído o nome do livro em português. As ilustrações também são da autora.

A ruptura

Rupi fala sobre dificuldades e decepções no campo amoroso…resumindo, é o momento fossa.

A cura

20170509_191441_Film1

Na última parte do livro, a autora traz poesias de incentivo a mulher, para que elas busquem se autoconhecer e recomeçar sempre.

A sensação que eu tive lendo o livro é de estar conversando com uma amiga. Não tenho um conhecimento aprofundado sobre poesia para fazer uma análise mais técnica, mas de acordo com as críticas que tenho lido sobre a obra, é como se ela tivesse sido publicada no momento certo.

As poesias vão diretamente ao encontro dos pensamentos das mulheres de hoje. Rupi mistura força e leveza para falar de assuntos muito atuais e, ao mesmo tempo, atemporais. Ela fala de amor de maneira romântica, mas ao mesmo tempo mostra como a mulher não deve se submeter a relacionamentos ruins por medo de estar sozinha.

Outra característica muito legal nas poesias é a sororidade. Rupi empodera as leitoras com mensagens como “se ame acima de tudo”, “não permita que reclamem do seu corpo”, “valorize seus momentos de solidão”, “você é extraordinária”, entre outras. Acredito que o livro chega como um incentivo para as mulheres se valorizarem e superarem dores, sejam de amor ou de traumas da vida.

Conheci a obra por meio desse vídeo da Jout Jout, ela faz ótimos comentários  (como sempre).

No site da Saraiva, ele está sendo vendido por R$ 23,00 golpinhos. Gente, está de GRAÇA!!! Aproveitem!

Vocês curtem poesia? Já leram algum livro do gênero? Compartilhem nos comentários!

                
 

1 Comentário

  1. FABIOTV disse:

    Olá, tudo bem? Minha mente está suja.. Já pensei outra coisa sobre o título do livro…. Hahaha.. Bjs, Fabio http://www.tvfabio.zip.net

Deixe o seu comentário!