09/set/2015

Simplesmente Acontece – Cecelia Ahern

Capa Simplesmente Acontece - Filme

Em mais uma tentativa de voltar às atividades no blog, hoje vou falar sobre um livro que ficou na minha cabeça durante vários dias: Simplesmente Acontece, de Cecelia Ahern.

Confesso que andei fugindo dos romances nos últimos tempos, mas o que me despertou a curiosidade de conhecer essa história foi a forma como ela é contada. Não temos uma narração em primeira pessoa (como acontece na maioria das vezes), e sim um romance contado através de e-mails, bilhetes, conversas no msn, e torpedos trocados entre os personagens principais da história, Rosie e Alex.

Os dois se conhecem desde crianças, e são melhores amigos. Mas é claroooooooooo (muitos “ós” aqui) que lá no fundinho eles são apaixonados um pelo outro, mas não admitem. Alex e Rosie moram na Irlanda, e com o fim do colégio, começam a se empolgar com a ideia de fazer faculdade em Boston (ele de medicina e ela de hotelaria). Os dois passam no vestibular, mas devido a um acontecimento na vida de Rosie, somente Alex vai para Boston. Os amigos se separam pela primeira vez, e é aí que as suas vidas tomam rumos completamente diferentes.

O livro mostra várias fases de suas vidas, até a chegada dos 50 anos (sim, o livro é grande).
Durante todo esse tempo, Alex e Rosie se tratam como amigos, apesar de sentirem algo a mais um pelo outro. Claro que não vou revelar se os dois ficam juntos no final, mas passar a vida toda sentindo vontade de fazer alguma coisa e não fazer é muito frustrante, né?

Rosie e Alex me deixaram com raiva, muita raiva…tinha vontade de pegar os dois, dar uns tapas na cara e falar ACORDEM, FIQUEM JUNTOS!!!!! Claro que o drama é necessário nesse tipo de história, mas apesar dessa raiva, a história me trouxe boas reflexões.

Quantas oportunidades perdemos na vida por medo de arriscar? Muitas, com certeza. Comecei a me imaginar com 50 anos,…será que irei olhar pra trás com orgulho ou frustração? No livro, o tempo passou muito rápido para os dois…e quem disse que na nossa vida também não passa?

O fato da história ser contada através de mensagens trocadas entre eles (e outros personagens) torna a experiência da leitura mais interessante.

O livro foi adaptado para o cinema no fim do ano passado, mas o roteiro ficou muito diferente da história original (o que me deixou bem frustrada). Mas, para quem gosta de um bom romance…fica a dica!

 

                
 

0 Comentários

Deixe o seu comentário!